Patakara.eu - Quem inventou

Este treinador facial maravilhoso foi inventado pelo Dr. Akihiro Yoshiaki, professor da Universidade Médica e Odontológica de Tóquio (TDMU) e proprietário de sua própria clínica privada. Um dia, entre os seus pacientes, apareceu um homem que sofreu de paralisia facial após um acidente vascular cerebral. Devido a seus ferimentos, ele teve dificuldade em pronunciar certas sílabas e apresentava fraqueza muscular ou hipotonia do músculo orbicular dos lábios e outros músculos faciais. O médico decidiu ajudá-lo e inventou o dispositivo, cujo propósito original e principal função foi desenvolver e exercitar os lábios. A origem do primeiro protótipo de Patakara foi um dispositivo dental. A partir dele, o Sr. Yoshiaki criou alguns modelos que ele testou com voluntários que sofreram de doenças determinadas.

 

Depois de um tempo, tanto os pacientes quanto o próprio inventor ficaram agradavelmente surpreendidos com os efeitos colaterais de Patakara: melhoravam a dicção e a aparência física. Os testes revelaram que, por meio de curtos exercícios com o dispositivo, não só as malformações e lesões foram eliminadas, fortalecendo os músculos da boca, mas também os músculos faciais foram exercidos. Após um mês de exercícios, as características do rosto tornaram-se mais claras e expressivas, o rosto se esticou e recuperou a simetria, a pele tornou-se mais elástica e fresca.

 

O Dr. Akihiro Yoshiaki começou então um trabalho ainda mais sério para melhorar as características da invenção e estudar os resultados de sua aplicação. Entre o primeiro protótipo e a última versão do dispositivo passaram mais de dez anos. E durante todo esse tempo, o médico e sua equipe fizeram várias investigações científicas e médicas, registrando os resultados e procurando novas maneiras de ajudar para todos os pacientes.

 

Como resultado de seu trabalho em lares de idosos, os pesquisadores concluíram que o treinamento com Patakara melhorava o estado geral do cérebro, revelando-se como uma terapia ideal para tratar doenças típicas de pessoas idosas como demência, doença de Alzheimer, Parkinson e outros.

 

Paralelamente, também foram realizados estudos com pessoas com síndrome de Down. Devido a anormalidades cromossômicas, as crianças com este distúrbio genético tendem a ter menos desenvolvimento cognitivo do que as crianças de sua idade. Ao estimular diariamente com Patakara o nervo facial (e o grupo de músculos associados a ele), o médico concluiu que "mesmo na presença de doenças genéticas, se isso ajuda a criar novos sistemas biológicos de compensação e recuperação de transmissão de mensagens através de estimulação contínua, pode incentivar o desenvolvimento da inteligência". Após seis meses de treinamento com o dispositivo, crianças com síndrome de Down passaram por um teste para medir o nível de inteligência. Com o uso regular do treinador, o comportamento das crianças melhorou.

 

O professor Shinichi Kita, especialista em cirurgia oral e maxilofacial na Faculdade de Medicina da Universidade Médica de Asahikawa (Japão), usa Patakara para o tratamento de pacientes com distúrbios da ATM (como artrite da articulação temporomandibular) e na prática 80% dos pacientes se beneficiam do treinamento de Patakara. O professor Kita assegurou que o trabalho diário com o treinador elimina o desequilíbrio dos músculos faciais, melhora o sistema nervoso autônomo, alivia o bruxismo e trata a artrite da ATM.

 

Os estudos realizados com pessoas que tiveram problemas de respiração nasal, ronco, mau hálito, boca seca e apneia do sono (em particular, eliminando completamente esse transtorno) também ofereceram resultados positivos. O uso de Patakara ajuda a restaurar o tom dos músculos do rosto e pescoço. Os músculos faciais se sobrepõem e interligam, juntando-se direta ou indiretamente com o músculo orbicular da boca. Assim, trabalhar com Patakara, além de recuperar a tensão natural dos músculos do rosto, também ajuda a corrigir a posição da língua. Com o aumento da força e do vigor muscular, a respiração nasal é recuperada e os problemas derivados da respiração bucal são eliminados, o que contribui para mudanças positivas para todo o corpo.

 

O Dr. Akihiro Yoshiaki emprestou a ideia do nome do seu treinador dos fonoaudiólogos japoneses. A terapia utilizada para a reabilitação dos pacientes contém exercícios que envolvem a pronúncia das sílabas PAPA-TATA-KAKA-RARA. O Sr. Yoshiaki encurtou esses elementos e obteve o nome sonoro de PATAKARA.

 

No momento, e apesar de beneficiar de uma pensão honrosa, o Dr. Yoshiaki continua a participar ativamente do desenvolvimento do dispositivo no Japão.

 

De acordo com as estatísticas, cerca de 5.000 clínicas japonesas usam o método de Patakara para o tratamento de defeitos maxilofaciais, distúrbios da fala e recuperação inicial após a cirurgia. Na Europa, o dispositivo se torna popular gradualmente.

 

O rumor das maravilhas alcançadas por Patakara espalhou-se pelo Japão à velocidade do raio. As mulheres japonesas, sempre ansiosas pela eterna juventude, levaram o dispositivo como uma nova ferramenta para melhorar e manter sua beleza. Existem muitos exemplos das admiraveis transformações dos usuários de Patakara, independentemente da idade.

 

Centenas de milhares de mulheres em todo o mundo já descobriram e usaram exercícios de Patakara com grande sucesso para melhorar e rejuvenescer os rostos de forma natural, excluindo a cirurgia. Comece a trabalhar com si mesmo e os primeiros resultados serão a motivação para continuar treinando e melhorar sua aparência. Inscreva-se agora!

 

29.09.2017

Quem inventou Patakara

<

Quién me ayuda

Quem pode usar

Quem inventou

 

 

QUE

 

 

QUEM

 

 

COMO

© 2018 Patakara.eu. Todos os direitos reservados.

JUNTE-SE A NÓS!

PATAKARA.EU EM OUTROS IDIOMAS